Facebook Twitter Google +1     Admin

Impacto da escolaridade materna e paterna na percepção da imagem corporal em acadêmicos de Educação Física

Impact of maternal and paternal schooling in the body image perception of physical education university students

D. A. S. Silva, I. M. M. Pereira, A.C. Cabral de Oliveira

Motricidade © FTCD/FIP-MOC 2012, vol. 8, n. 2, pp. 22-31

RESUMO

Objetivou-se verificar o impacto da escolaridade materna e paterna na percepção da imagem corporal em acadêmicos de Educação Física. Participaram do estudo 217 acadêmicos, com média de 20.6 anos de idade (DP = 0.6), sendo 54.8% do sexo masculino. Coletaram-se informações sobre percepção da imagem corporal por meio da escala de silhuetas de Stunkard et al. (1983). O nível de escolaridade dos pais e dados sócio demográficos foi coletado por questionário auto-administrado. Empregaram-se a estatística descritiva e a regressão logística multinomial, adotando-se nível de significância de 5%. Em relação à percepção da imagem corporal, 41% dos alunos estavam insatisfeitos por magreza e 28.1% por excesso de peso. As chances de insatisfação por excesso de peso foram de sete a oito vezes maiores nos acadêmicos com escolaridade materna superiores a quatro anos de escolaridade, independentemente de sexo, idade, situação conjugal, nível econômico e curso. Não houve associação entre escolaridade paterna e imagem corporal. Conclui-se que há necessidade de uma educação básica e superior de qualidade com assuntos vinculados à percepção corporal e hábitos saudáveis, pois muitos acadêmicos apresentaram insatisfação com a imagem corporal e tal probabilidade foi maior em estudantes filhos de mães com mais de cinco anos de escolaridade.

ABSTRACT

The objective of this study was to verify the impact of maternal and paternal schooling in the body image perception of Physical Education university students. Two hundred and seventeen students took part in this study, with mean 20.6 (SD = 0.6) years of age, 54.8% were male. Information on body image perception was through the range of profiles of Stunkard et al. (1983). Maternal and paternal schooling level and socio demographic data were collected by self-administered questionnaire. The descriptive statistics and multinomial logistic regression were used. The level of significance was 5%. Regarding body image perception 41% was dissatisfied due to thinness, and 28.1% dissatisfied due to overweight. The probability of overweight dissatisfaction was seven to eight times higher in students whose maternal school length was 4 years or more, independently of the gender, age, marital status, socioeconomic status and course degree. There was no association between paternal schooling and body image. We conclude that there is a necessity of good quality education for all the schooling levels, because many academics unsatisfied with body image and the probability of overweight dissatisfaction was higher in individuals whose maternal school was five years or more.

29/05/2012 16:36 ucha #. sin tema

Comentarios » Ir a formulario

No hay comentarios

Añadir un comentario



No será mostrado.





La Bitácora del Dr. Ucha

Temas

Archivos

Enlaces


Blog creado con Blogia. Esta web utiliza cookies para adaptarse a tus preferencias y analítica web.
Blogia apoya a la Fundación Josep Carreras.

Contrato Coloriuris